Karolina Vieira

Nesta semana, a enfermeira e gerente de Imunização e Rede de Frio da Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO), Clécia Vecci, fez um apelo aos pais de crianças com idade até 5 anos ao anunciar os índices de baixa cobertura vacinal da Campanha de Vacinação contra Sarampo e Poliomielite em Goiás. “Devem ser vacinadas contra paralisia infantil e sarampo todas as crianças de 1 ano a 4 anos, 11 meses e 29 dias que ainda não receberam a dose durante essa campanha de 2018”, alertou.

De 6 a 20 de agosto – incluindo a mobilização do dia 18 (dia D) – foram vacinadas apenas 58,68% das crianças contra pólio e 57,25% contra sarampo. A meta é vacinar no mínimo 95% da população-alvo do Estado, o que representa 346.364 crianças.  A campanha prossegue até o dia 31 de agosto.

A cobertura vacinal das duas doenças ter diminuído nos últimos anos em Goiás. Dados da secretaria revelam que a cobertura vacinal contra caxumba, rubéola e sarampo – doenças protegidas pela vacina Tríplice Viral – caiu de 108,94%, em 2008, para 68,2% neste ano. Já no caso da poliomielite, no mesmo período, a cobertura caiu de 104,18% para 57,75%.

Goiânia terá vacinação em feiras livres

O estado tem incentivado a vacinação ativa dos municípios em escolas, creches e igrejas. Em Goiânia, a Prefeitura deu início à vacinação em feiras livres para evitar que as doenças graves voltem a circular no estado. O atendimento será feito das 17h30 às 21h durante a semana e, aos finais de semana, pela parte da manhã. As equipes estarão em um ônibus fazendo a aplicação das doses. É preciso que os pais levem o cartão de vacinação. Confira as datas e locais:

– Dia 23 de agosto (quinta-feira) – Feira da Jardim Luz
– Dia 24 de agosto (sexta-feira) – Feira do Garavelo
– Dia 25 de agosto (sábado) – Feira do Cruzeiro do Sul
– Dia 26 de agosto (domingo) – Feira do Garavelo
– Dia 28 de agosto (terça-feira) – Feira da Vila Maria
– Dia 29 de agosto (quarta-feira) – Feira do Jardim Esmeralda

Unidades Básicas de Saúde (UBS) com vacinação de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30:

  • Andrade Reis
  • Jardim Tiradentes I
  • Jardim Florença
  • Independência Mansões
  • Pontal Sul II
  • Delfiori
  • Bandeirantes
  • Jardim Riviera
  • Campos Elísios
  • Veiga Jardim
  • Bairro Independência
  • Caraíbas
  • Alto Paraíso
  • Jardim dos Ipês
  • Madre Germana
  • Mansões Paraíso
  • Buriti Sereno
  • Parque Trindade
  • Santa Luzia
  • Jardim Olímpico
  • Jardim Bela Vista
  • Vila São Pedro
  • Rosa dos Ventos
  • Nova Olinda
  • Retiro do Bosque
  • Cândido de Queiroz
  • Jardim Paraíso
  • Garavelo Park

 

Sobre a poliomielite

A doença está erradicada no Brasil desde 1994. Contudo, atualmente o país enfrenta dois surtos de sarampo, em Roraima e Amazonas. Até o dia 14 de agosto foram confirmados 910 casos de sarampo no Amazonas e 5.630 permanecem em investigação. Já em Roraima, foram 296 casos confirmados e 101 continuam em investigação. Em Goiás, o último caso confirmado foi em 1999. O vírus, altamente transmissível, causa paralisia flácida irreversível.

Além de proteger a criança individualmente, a vacinação durante a campanha também protege a população de forma coletiva, já que as crianças vacinadas contra a paralisia infantil promovem uma proteção coletiva por disseminar, no meio ambiente, o vírus vacinal. Já a vacinação contra o sarampo tem o mérito de interromper a cadeia de transmissão da doença.

 

(Com informações do G1 Goiás)