Karolina Vieira

Um jovem oftalmologista brasileiro descobriu um método que pode ser a salvação para muitos pacientes que sofrem com problemas de visão. Cláudio Trindade criou uma técnica cirúrgica revolucionária para evitar que essas pessoas precisem fazer o tão esperado e demorado transplante de córnea. Segundo ele, o segredo do procedimento, que vem sendo realizado em vários países, é apenas uma pequena peça de material acrílico que é implantada no olho do paciente e pode melhorar sua visão consideravelmente.

Uma das doenças que pode ser corrigida com a técnica é o ceratocone, que afeta o formato e a espessura da córnea, provocando a percepção de imagens distorcidas. A evolução da deformidade é quase sempre progressiva com o aumento do astigmatismo, miopia e acentuada baixa de visão. “Já foram realizadas 52 cirurgias com acompanhamento de mais de três anos e, além daqui, essa cirurgia já foi realizada em alguns países, nos Estados Unidos, na Alemanha, na Itália, na Argentina, nos Emirados Árabes e na Austrália, e realmente vem atraindo a atenção de oftalmologistas de todo o mundo”, diz Claudio Trindade.

Trindade desenvolveu o método durante suas atividades de lazer como fotógrafo. Entre um clique e outro ele observou que o material do filtro utilizado para tirar fotos em infravermelho poderia funcionar como uma espécie de lente para corrigir uma deficiência visual. O médico explica ainda que depois da cirurgia, a visão das pessoas melhora consideravelmente e que é possível enxergar detalhes e coisas simples que não eram vistas há algum tempo.

“Essencialmente essas pessoas não têm nitidez na visão e não conseguem muitas vezes identificar uma pessoa conhecida, nem mesmo ler placas, não conseguem se locomover com tanta facilidade, e depois consegue ver detalhes que há muito tempo não enxergava”, finaliza.