Neste dia 14 é comemorado o Dia Mundial de Combate ao Diabetes, também celebrado no “Novembro Azul”. Para incentivar o diagnóstico precoce e auxiliar no combate à doença, dos dias 14 a 30 de novembro, a rede de drogarias Pague Menos realizará testes gratuitos de glicemia, aferição de pressão arterial, medição de altura e peso e da circunferência abdominal.

Os atendimentos serão feitos das 7h às 23h em sua recém-inaugurada unidade no Órion Shopping, que integra o Órion Business & Health Complex, no Setor Marista. Segundo a supervisora de farmácia Leiliane Santos, nesta quarta-feira (14), serão oferecidos também o exame de colesterol e o teste de lipidograma, que mede com precisão as dosagens de colesterol e triglicerídeos.

Segundo pesquisa do Ministério da Saúde, através da Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), número de brasileiros com diabetes aumentou 61,8% entre 2006 e 2016. Por isso, neste mês, a campanha realizada pela Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) e pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) tem como tema “Diabetes e Família” com o objetivo de alertar a população para as complicações da doença.

Fatores de risco para o diabetes

Os principais fatores de risco são a influência genética (familiares com a doença), pré-diabéticos, mulheres que tiveram diabetes gestacional e bebês acima de 4 kg, pressão alta, colesterol alto, sobrepeso ou obesidade com concentração de gordura na cintura, mulheres com síndrome de ovários policísticos, distúrbios psiquiátricos diagnosticados, apneia do sono, fazer uso de glicocorticoides ou ter alguma doença associada ao diabetes como a doenças renais.

Tipos da doença

Existem vários tipos da doença, mas os mais comuns são o Diabetes tipo 2 (doença crônica quando o corpo não consegue processar o açúcar no sangue), Diabetes tipo 1 (doença crônica quando o pâncreas produz pouca ou nenhuma insulina), Pré-Diabetes (condição de níveis elevados de açúcar, mas ainda não é classificado como diabetes tipo 1 ou 2) e Diabetes Gestacional (condição desenvolvida na gravidez em 1 a cada 4 gestantes que eleva os níveis de açúcar no sangue). Essa última, quando não tratada pode trazer complicações para a saúde da mãe e do bebê antes e após o nascimento.

Casos em Goiás

Em Goiás, mais de 10 mil pessoas já morreram nesta década, vítimas do diabetes. Nos últimos oito anos, o número de mortes causadas pela doença anualmente no Estado saltou de 1.353 óbitos em 2010, para 1.637 em 2016, aumento superior a 20%. Apesar de ser uma doença crônica, o diabetes é uma doença silenciosa, normalmente descoberta quando já existem complicações. Mas, quando diagnosticada no início, tem tratamento e o paciente consegue conviver muito bem com a doença.